Pessoas Queridas

13 maio 2012

Pura corujice

Olá pessoas
Dia de apresentação do Dia das Mães é assim, a gente afofa bem as penas de mãe coruja, usa pouca maquiagem nos olhos e ajeita um lencinho no bolso. Esse ano tive duas, porque eles estão em escolinhas diferentes, a dele foi festa do pijama, com direito a pantufa e jantinha gostosa. Assumi meu lado mãe coruja e fui assim...

Ele de pijama de bombeiro arrasou na festa, depois do jantar teve balada até tardão. Comemos, dançamos, pulamos e fizemos todas as coreografias da moda.
 
Olha meu bombeirinho aí...

A festa dela não menos emocionate, teve recital com asas de anjinho e o gran finale com apresentação do balé, a moreninha linda do cabelo iluminado se misturou às outras mocinhas de rosa e pareciam patinhas atrapalhadas com pliés pra lá e pra cá, rsrs... 
Coisa mais linda da minha vida...   

Termino meu post de hoje com esse texto de Martha Medeiros que sempre diz tudo o que sinto e que penso, leia:

"O mundo não é maternal"
                             

É bom ter mãe quando se é criança, e também é bom quando se é adulto.
Quando se é adolescente a gente pensa que viveria melhor sem ela, mas é um erro de cálculo.

Mãe é bom em qualquer idade. Sem ela, ficamos órfãos de tudo, já que o mundo lá fora não é nem um pouco maternal conosco.

O mundo não se importa se estamos desagasalhados e passando fome. Não liga se virarmos a noite na rua, não dá a mínima se estamos acompanhados por maus elementos. O mundo quer defender o seu, não o nosso.

O mundo quer que a gente fique horas no telefone, torrando dinheiro.
Quer que a gente case logo e compre um apartamento que vai nos deixar endividados por vinte anos. O mundo quer que a gente ande na moda, que a gente troque de carro, que a gente tenha boa aparência e estoure o cartão de crédito.

Mãe também quer que a gente tenha boa aparência, mas está mais preocupada com o nosso banho, com os nossos dentes e nossos ouvidos, com a nossa limpeza interna: não quer que a gente se drogue, que a gente fume, que a gente beba.

O mundo nos olha superficialmente. Não consegue enxergar através. Não detecta nossa tristeza, nosso queixo que treme, nosso abatimento. O mundo quer que sejamos lindos, sarados e vitoriosos para enfeitar ele próprio, como se fôssemos objetos de decoração do planeta. O mundo não tira nossa febre, não penteia nosso cabelo, não oferece um pedaço de bolo feito em casa.

O mundo quer nosso voto, mas não quer atender nossas necessidades. O mundo, quando não concorda com a gente, nos pune, nos rotula, nos exclui. O mundo não tem doçura, não tem paciência, não pára para nos ouvir.

O mundo pergunta quantos eletrodomésticos temos em casa e qual é o nosso grau de instrução, mas não sabe nada dos nossos medos de infância, das nossas notas no colégio, de como foi duro arranjar o primeiro emprego. Para o mundo, quem menos corre, voa. Quem não se comunica se estrumbica. Quem com ferro fere, com ferro será ferido. O mundo não quer saber de indivíduos, e sim de slogans e estatísticas. Mãe é de outro mundo. É emocionalmente incorreta: exclusivista, parcial, metida, brigona, insistente, dramática, chega a ser até corruptível se oferecermos em troca alguma atenção. Sofre no lugar da gente, se preocupa com detalhes e tenta adivinhar todas as nossas vontades, enquanto que o mundo propriamente dito exige eficiência máxima, seleciona os mais bem-dotados e cobra caro pelo seu tempo.

Mãe é de graça!



FELIZ DIA DAS MÃES PRA NÓS!




10 comentários:

  1. Que lindo Dani, filhos são bençãos.

    Um lindo e feliz dia das mães com muito e amor e carinho!!!
    Bjs no coração

    ResponderExcluir
  2. Daniela adorei os pijamas o seu eh demais, linda a mae coruja!!!otima escolha.

    Dani amei o texto li e concrdo plenamente c ela, lindo!!!

    Um feliz dia das maes.

    Bjs rose jp

    ResponderExcluir
  3. Ser mãe é algo divino!
    Parabéns

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Dani q lindo texto,mas lindo e poder ter filhos e viver momnetos especiasi com eles!

    amei o pijama de Coruja q fofo,Feliz dia das Mães!!!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Dani!
    Seu pijama ficou a coisa mais linda! Adoro corujas...seu bombeiro ficou um arraso! Ah, que bailarina fofa,cabelos iluminados digno de uma fadinha!!!
    Me deu saudades de como eu curtia momentos assim com meu filho( hoje, com 24 anos). Parabéns, querida! Que Deus continue te abençoando, com muita SAÚDE, PAZ e HARMONIA... Curta cada segundo com seus filhinhos, pois te digo com toda a certeza, vale a pena!
    Beijos no teu coração de mãe coruja!!!

    ResponderExcluir
  6. Ah, o texto tá espetacular... gosto demais da Martha Medeiros!

    ResponderExcluir
  7. Adorei o blog, muito lindo mesmo, parabéns. Vou sempre estar por aqui (:

    ontendency.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Adorei a sua criatividade e tb a sua corujisse, acredito eu que ser mãe é ser bem assim mesmo, amar muito e aproveitar o maximo...bjs

    ResponderExcluir
  9. Hoje estou com sorte, pequei meu barquinho para "navegar" e só queria achar um "molde para almofadas" e não é que encontrei um tesouro?? Seu blog, corri adicionei em favoritos, agora ancorarei por aqui todos os dias.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  10. AMEI ESSA CORUJA, QUERO FAZER UMA P MIM!
    BJKAS!

    ResponderExcluir

Sejam bem-vindos: Comentários e perguntas responderei aqui mesmo!